edição digital

Em Castro Laboreiro o chocolate convida a reviver usos e costumes

18/05/17 REGIONAL Imagem

‘Chocolate sem fronteiras’ vai permitir recriar a antiga Fábrica de Chocolate da vila. E convida os participantes a entenderem a cultura e as vivências de Castro Laboreiro noutros tempos

A antiga fábrica de chocolate de Castro Laboreiro, no concelho de Melgaço, vai voltar a abrir portas, graças ao evento ‘Chocolate sem fronteiras’ que decorre entre 26 e 28 de maio naquela vila implantada no Parque Natural da Peneda-Gerês. “A proximidade com a natureza, as entidades envolvidas e os próprios residentes, convidam os participantes a entenderem a cultura e as vivências de Castro Laboreiro noutros tempos”, divulga a autarquia de Melgaço, que promete um fim de semana “diferente”, em contato com a história, os usos e os costumes locais.
De entre as atividades programadas, estão visitas ao castelo e ao Núcleo Museológico de Castro Laboreiro. Os visitantes poderão ainda percorrer um Trilho ao Castelo de Castro Laboreiro (dia 27, 10h), com oferta de pão com chocolate, especialmente produzido para aludir à temática. O trilho será animado pelo grupo de teatro ‘Casca de Noz’ (da Associação Académica e Cultural de Ermesinde) que irá surpreender com pequenas encenações e animações ao longo do percurso.
A recriação da história da fábrica de chocolate (dia 27, 14h) com a participação do grupo ‘Casca de Noz’ e o reavivar da tradição da Carpeada (ciclo da lã), que será demonstrada (dia 27, 17h) pelos utentes do Centro de Dia da vila, lembrando que no final havia chocolate no lanche tradicional, são outras das atividades. A recriação da história da fábrica de chocolate, no Museu de Castro Laboreiro, vai ‘transportar’ os participantes para 1908, data a que é atribuída a sua fundação. Será ainda feiro um pequeno percurso pelas ruas da vila e espaços com envolvência à história.
Já a Carpeada - transformação da lã depois de tosquiada e lavada até à obtenção do fio - será uma representação de usos e costumes das gentes de Castro Laboreiro de outrora. No final haverá um workshop de chocolate caseiro. Para além destas atividades, será possível provar as iguarias da região, patentes numa feira de produtos. A peça de teatro ‘Crise a quanto obrigas’ e uma Queimada galega, vinda do lado espanhol, fecham o sábado
No domingo haverá uma caminhada solidária onde cada participante poderá contribuir, com o que pretender, a favor dos Bombeiros Voluntários de Melgaço. Esta caminhada será também temática, com a abertura à comunidade de Geocachers (caça ao tesouro por georreferenciação). Os geocachers participantes poderão fazer algumas caches ao longo do percurso, informa ainda a autarquia de Melgaço. Todas as atividades são de participação livre e gratuita.
Castro Laboreiro é uma das localidades mais emblemáticas do Parque Nacional Peneda-Gerês (PNPG). Localizada no planalto com o mesmo nome, está a cewrca de 25 quilómetros da sede do concelho. Possui um antiquíssimo muito rico legado histórico, arqueológico e arquitetónico, visível nos monumentos megalíticos, nas ruínas do castelo e também nas pontes e igrejas medievais, nos fornos comunitários e nos moinhos, na atividade agro-pastoril e nas singulares brandas, inverneiras e lugares fixos.

MUNDO PORTUGUÊS - ASSINE JÁ

Medalha de Mérito das Comunidades


Maior Onda surfada do Mundo


Mundo Português TV


Mundo Português APP





Meteorologia

Marcas Grupo