edição digital

Fátima: Haverá uma oração pelos refugiados lida por uma religiosa que também o foi…

11/05/17 ATUALIDADE Imagem

Nascida no meio de uma família cristã no Líbano, deixou o país em 1975, quando teve início a guerra civil. Passou pelo Iraque com a família e a Guerra do Golfo tornou-a novamente refugiada. Ordenada em Itália, chegou a Fátima em 2000.

É libanesa e reside em Fátima desde 2000. Tem uma alegria e animação “que contagia quem fala com ela”, apresenta o Santuário de Fátima numa nota publicada no site criado para o centenário das aparições. A Irmã Glória Maalouf, que viveu momentos de perigo, de fugas e privações quando foi migrante e refugiada, vai ler uma oração pelos refugiados, em árabe, na Oração dos Fiéis da Missa do dia 13 de maio.
Nascida no meio de uma família cristã no Líbano, deixou o país em 1975, quando teve início a guerra civil, e acompanhou os pais que encontraram refúgio no Kuwait. “Ali vivia num mundo muçulmano, com muitas restrições, divisões que não entendia, e acabei por me afastar de Deus. Correspondeu a um período em que, jovem adolescente, vivi uma fase de rebeldia contra a religião, contra Deus”, recorda.
Uma oportunidade de emprego no Iraque levou a família a mudar-se mais uma vez. Nesta altura, começou a interessar-se por Filosofia e aproximou-se mais da religião e de Deus, fazendo uma caminhada. Até que veio a Guerra no Golfo e aí a vida da família voltou a mudar completamente. “De repente, ficámos sem nada. Sem trabalho, sem dinheiro, em perigo constante, em fuga”, diz, acrescentando que a familia teve que fugir para o deserto, local onde teve “a primeira sensação” de que a suaa vida interior “precisava de mudar”. “Atrás de mim, deixei tudo e não havia nada. À minha frente não havia nada. Por isso, rezei e decidi que era mesmo Deus que tinha de procurar, era a Deus que me tinha de agarrar”, conta. “E foi assim. Os meus pais decidiram emigrar para o Canadá e eu decidi emigrar para Jesus”, remata, com uma gargalhada.

De Itália para Fátima
A Irmã Glória entrou na Congregação das Servas do Coração Imaculado de Maria, em Itália, onde foi convidada a abrir a casa da sua ordem em Fátima, em 2000. “Fui mesmo a primeira das irmãs a chegar a Fátima. Para mim era tudo novo. Não conhecia Fátima, não conhecia nada das Aparições, não conhecia a Mensagem de Nossa Senhora”, revela. “Estudei, li e fiquei apaixonada por Maria, pela Mensagem. Ainda hoje estou apaixonada”, diz, a rir.
Pelo seu passado de refugiada e migrante, a leitura da súplica na missa de 13 de maio será um momento especial para a Irmã Glória. A oração, em árabe, vai pedir pelos migrantes pobres e refugiados, “para que por intercessão de Maria, que conhece as suas dores, se sintam acolhidos por todos os que lhes oferecem dignidade e razões de esperança”, explica.
Em Fátima, a Irmã Glória Maalouf gere a rede de lojas do Santuário e contata diariamente com os peregrinos que chegam à Capelinha das Aparições. O fato de ser libanesa, hoje com dupla nacionalidade, e de falar árabe permitiu evitar situações embaraçosas. “Um dia, ao passar pela Capelinha, vi que a oração estava a ser liderada em língua árabe por mulheres vestidas com o chador (vestes que cobrem todo o corpo, exceto a cara). Aproximei-me e verifiquei que rezavam a Fátima, mas não a Nossa Senhora e sim a Fátima, a filha do profeta”, referiu. “Avisei as autoridades do Santuário para o que estava a acontecer e desde então passou a haver mais cuidado na autorização de orações em língua árabe” indicou.
Ainda hoje diz encontrar junto da Capelinha das Aparições muitos muçulmanos que rezam a Fátima. “Falo com eles e penso: Deus e Nossa Senhora sabem o que fazem. Se Nossa Senhora, na sua mensagem falou a todos, porque não a eles? Ela lá sabe”, acrescentou. Conta ainda que há uns anos encontrou em Fátima um sheik muçulmano com quem falou durante algum tempo.
“Falei-lhe das Aparições de Nossa Senhora, falei sobre os Pastorinhos e sobre a Mensagem. No final, ofereci-lhe as Memórias da Irmã Lúcia em língua árabe, cuja tradução tinha feito, e um terço. Meses depois, ele voltou e trouxe-me um livro de orações a Fátima, filha do profeta, e um terço muçulmano”, contou. “Se calhar estava a tentar-me converter e eu estava a tentar convertê-lo”, concluiu, com mais uma gargalhada.

SISAB Portugal

MUNDO PORTUGUÊS - ASSINE JÁ

Medalha de Mérito das Comunidades


Maior Onda surfada do Mundo


Mundo Português TV


Mundo Português APP





Meteorologia

No nosso Facebook...

Mario Fazenda

Parabéns ao Mundo Português


Vicentina Coelho

o + importante de tudo é voces publicarem a historia,, e lindo


Alvaro Rodrigues

Bom Dia para todos voces desse Mundo Português. Saudades desse lindo Porto que eu vivi nos meus anos de 50 a 1955. Um grande abraço e continuem mandando lindas fotos.


Maria Aurora Ribeiro

Um domingo maravilhoso para todos nós Portugueses espalhados pelo mundo eu moro no Brasil tenho muita saudade da minha terra natal beijinhos


Maria Isilda Sousa Faria

Muitos saludos aos portugueses pelo mundo fora desde caracas venezuela


Fatima Alves de Andrade

Felicitacoes! Temos que celebrar o que e nosso.


Ailton Aurora Alves

Bom dia e boa tarde para meu Portugal que amo de paixão !!!! muitos beijos para todos os Portugueses


Ayelen De Jesús Correia

Muitos parabéns ao Dr Carlos Morais, pelo trabalho realizado para o benefício da comunidade Português no mundo. Um prazer ter conhecido a o Sr Carlos e tudo o equipe do O Emigrante/ Mundo Português.


Jose Maria Monteiro

11.10.15 - Da cidade de CALW - Alemanha BADEN WURTENBERG Bom dia para todo o Mundo e, um bom Domingo para todos os meus amigos !!!


Armando Figueiredo

Johannesburg, Africa do Sul... Tempo maravilhoso,..um optimo dia pessoal!...


Silvia Leiva

olá! desde Santa Fe, na Argentina,um beijo para todos os portugueses. cá, esperando que a primaveira chegue de verdade :P faz frio ainda!!!!! carinhossss


Isabel Loyola

Parabéns pela página! Sou brasileira de Curitiba e leio-a com imenso prazer.


Maria Esteves?

Desejo a todos os emigrantes portugueses muita sorte e muita saúde


Maria Clara

Obrigada por esta página; pois tudo q diz respeito a Portugal me interessa, pois eu moro no Brasil; um abraço.


Maria Rosa

Muito bom mesmo!!! Meus parabéns a todos, tenham um bom dia.




Marcas Grupo