edição digital

Quinta do Estanho está há 30 anos no Douro a fazer vinhos surpreendentes

18/01/17 EMPRESAS Imagem

Situada na margem esquerda do Rio Pinhão, produz vinhos de qualidade há várias gerações. Jaime Acácio Queiroz Cardoso está à frente dos destinos da quinta à décadas...

Em nenhum outro lugar que conheço, a bíblica definição do vinho, “fruto da videira e do trabalho do homem” tem um sentido tão real como na Quinta do Estanho.
Nas encostas escarpadas, quase a pique sobre o rio Pinhão, as cepas descansam de “braços abertos ao sol”, transformando terra e trabalho em alguns dos vinhos mais preciosos que já conheci e que o mercado também reconhece.
São vinhos feitos com amor que nascem da terra, mas também dos laços fortes de uma família que tem sabido crescer com as vinhas. Jaime Cardoso, advogado de sucesso no Brasil, nunca esqueceu estas terras pedregosas e inclinadas, nem a ancestral tradição familiar do cultivo da vinha.
Quanto mais sucesso alcançava na profissão, mais se lhe agitava o sangue e a vontade do “saber fazer” o seu suave milagre.
Não esconde que os sacrifícios foram muitos, mas nunca faltou a vontade para ir reconvertendo a Quinta do Estanho, modernizando-a e dotando-a das melhores castas da região: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz, Tinta Barroca para os vinhos tintos; Viosinho, Malvasia Fina, Malvasia Grossa, Gouveia e Rabigato para os vinhos brancos.
Por tudo isto os vinhos da Quinta do Estanho já conquistaram inúmeros prémios, mais de 130, e por diversas ocasiões considerados “o melhor vinho” nos concursos em que estiveram presentes. Para além dos prémios, o mercado tem sabido distinguir a Quinta do Estanho e só no ano de 2016 a empresa conheceu um crescimento de cerca de 40% nas vendas, melhorando em qualidade e quantidade os vinhos comercializados. Hoje em dia a Quinta do Estanho é uma empresa dinâmica, que mantém o seu cariz familiar, unida e dinâmica, que lhe faz conhecer muitos sucessos comerciais e uma Responsabilidade Social constante.

JAIME CARDOSO: “O amor é das coisas mais importantes da vida”
Recentemente, Jaime Acácio Queiroz Cardoso estabeleceu parceria  comercial e turística, lançando  no mercado a marca “Quinta dos Corvos”, que farão nascer novos projetos para o futuro.
30 anos depois, fomos saber se o cariz familiar da Quinta do Estanho continua a ser a fonte e garantia de sucesso empresarial, que tanto tem feito crescer esta empresa.

Qual foi a grande motivação que fez regressar Jaime Cardoso do Brasil para produzir vinho no Douro?
Cada decisão que tomamos ao longo da vida é sempre fruto de uma quantidade considerável de factores. Na altura, todos esses factores se uniram à minha grande paixão pela Região do Douro e pela vontade que tinha em deixar a minha marca nela. Hoje, ao analisar estes 30 Anos, a família e a equipa, estou feliz.

Sendo a Quinta do Estanho uma empresa de raiz familiar, quais são as grandes vantagens desta situação para a produção vinícola?
O Amor é das coisas mais importantes da vida. Trabalhar com filhos e nora é portanto maravilhoso. Das várias vantagens que continuo a ver, destaco a liberdade que temos para sonhar e procurar realizar esses sonhos. Nunca aceitamos  seguir tendências. Sempre procuramos ser coerentes e genuínos. Acredito que estamos no caminho correto.

Dê-me uma ideia dos vinhos (e outros produtos) que produz a Quinta do Estanho?
Produzimos Vinhos do Porto e Douro, uma Aguardente Bagaceira Velha, com mais de 20 Anos, o mais recente produto lançado no mercado.

Já que as Quintas da Quinta do Estanho ocupam uma das zonas mais bonitas do Douro, o Turismo de habitação e para ter em conta num futuro próximo?
Potencial tem. As nossas propriedades Quinta do Estanho e Quinta dos Corvos têm uma beleza que cativa qualquer visitante. São frequentes os pedidos dos nossos clientes e amigos. Na família, consideramos que ainda não é o momento. Todo o projeto tem o seu ritmo e as suas prioridades. Começamos pelas Vinhos, Armazéns e divulgação. Lançamos agora a marca Quinta dos Corvos, que acaba por ser um promissor projeto de forte ligação ao turismo….o futuro a Deus pertence. Quem sabe?

Quais são os grandes mercados para onde se exporta Quinta do Estanho?
Fruto de uma estratégia sólida, tomada 20 Anos atrás, a Quinta do Estanho exporta atualmente para mais de 20 países, espalhados pelos 5 continentes. Os principais mercados são Europa e Israel.

Objetivos para o futuro?
Ser uma referência entre os melhores. Acredito que estamos cada vez mais perto.

 

MUNDO PORTUGUÊS - ASSINE JÁ

Medalha de Mérito das Comunidades


Maior Onda surfada do Mundo


Mundo Português TV


Mundo Português APP





Meteorologia

Marcas Grupo