edição digital

Reunião do CCP começa hoje na Assembleia da República

26/04/16 POLÍTICA Imagem

Sete meses depois de terem sido eleitos, os 65 conselheiros tomam hoje posse e vão eleger as estruturas que integram o Conselho das Comunidades Portuguesas.

Começa hoje e prolonga-se até ao dia 28 de abril, a reunião plenária do Conselho das Comunidades Portuguesas (CCP). Sete meses depois de terem sido eleitos, os 65 conselheiros tomam hoje posse e vão eleger as estruturas que integram o CCP, como as comissões temáticas e o conselho permanente.
A nova estrutura do CCP tem 65 membros, mas nos 50 círculos eleitorais existentes seria possível eleger até 80 membros.
Como em alguns círculos eleitorais não houve eleições e após a repetição da votação nos círculos de Dusseldorf, Hamburgo e Berlim (e Varsóvia), Alemanha, e de Boston, Providence e New Bedford, EUA , o CCP passou a ter 65 conselheiros.
Um comunicado divulgado em fevereiro deste ano pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, relativo à data da reunião, explicava que em vários círculos eleitorais “não houve apresentação de candidaturas para o cargo de conselheiro, tendo por isso ficado sem representação no CCP”. São os casos de Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Índia, Espanha, Países Baixos, Bermuda, Curaçau, Timor-Leste, Toronto e Vancouver.
O Brasil elegeu 13 conselheiros, a França escolheu 10, os Estados Unidos sete, e a Venezuela seis. Os círculos eleitorais na Alemanha, África do Sul e Suíça elegeram quatro conselheiros cada um. Grã-Bretanha e China/Macau/Hong Kong elegeram três conselheiros, enquanto o Luxemburgo e a Austrália contribuíram com dois membros para o CCP. Andorra, Argentina, Bélgica, Canadá, Namíbia, Suécia e Uruguai, elegeram um conselheiro, cada um.
Órgão consultivo do Governo português em matéria de Emigração, ao CCP compete, em geral, “emitir pareceres, produzir informações e formular propostas e recomendações sobre as matérias que respeitem aos portugueses residentes no estrangeiro e ao desenvolvimento da presença portuguesa no mundo”. O CCP tem um Conselho Permanente presidido por um dos conselheiros, eleito entre os seus pares. As reuniões deste órgão máximo podem ser convocadas pelo Governo, pelo Presidente da República ou por um mínimo de dois terços dos conselheiros. O CCP reúne-se em Portugal quando convocado, com a antecedência mínima de 60 dias, pelo membro do Governo responsável pelas áreas da emigração e das comunidades portuguesas: ordinariamente, uma vez por mandato; extraordinariamente, quando motivos especialmente relevantes o justificarem.
A última reunião plenária do CCP com todos os conselheiros aconteceu em 2008, ano em que houve uma eleição para aquele organismo. Devido à reestruturação do Conselho, a eleição seguinte ocorreu apenas a 6 de Setembro de 2015, mas deveria ter ocorrido em 2012. São eleitores do CCP os cidadãos portugueses residentes no estrangeiro que sejam eleitores para a Assembleia da República, que completem 18 anos até 60 dias antes de cada eleição do Conselho. A lista dos conselheiros está disponível no portal das Comunidades Portuguesas.

MUNDO PORTUGUÊS - ASSINE JÁ

Medalha de Mérito das Comunidades


Maior Onda surfada do Mundo


Mundo Português TV


Mundo Português APP





Meteorologia

Marcas Grupo